14.3.09

acontece-me tropeçar nestes gestos,



quase ternos, quase meigos...







mas a distância caminha

em todos os meus passos.















Imagem de Piotr_Wasilkowski

8 comentários:

bonecadetrapos disse...

A distância é recta mais curta entre o hoje e o agora onde os gestos tropeçam nos passos que não damos. Nos caminhos que não percorremos.

Voltarei
*___bonecadetrapos__*

Vieira Calado disse...

Bem esgalhado, o pensamento!

Cumprimentos meus.

clarinda disse...

e é bom, não?

Até porque a distância é uma questão de perspectiva.

Sophia disse...

A distância terá sempre o peso que se lhe der...
:) baci

moriana disse...

e como percorrer outros caminhos se as encruzilhadas só nos baralham...

volta sempre :)

moriana disse...

uvas, bagos de uvas. e o sol com cheiro a verão :)

cumprimentos.

moriana disse...

a recta é a distância mais curva, e esta mania de andar em zig-zag (som tão engraçado). é o calor, por certo ;)

bjs.

moriana disse...

há sempre condicionantes para medirmos a distância. como diz Clarinda:"é uma questão de erspectiva"
:)

bjs.