9.6.09

diários #20




Bem no alto, pássaros do paraíso a calarem gorgeios, a debicarem suavidade de teclas Comm' dit si bien Verlaine au vent mauvais/Je suis venu te dire que je m'en vais, Ana de pernas magras, mal equilibradas em saltos esguios, Je me souviens des jours anciens, olhos no pequeno ecran, et je pleure, olhos nas frases, a alinharem dedos em movimento de asas, et je m'en vais/ au vent mauvais/ qui m'emporte/ deçà, delà... no jardim a relva lilás e Ana sob a ramagem dos pássaros, pássaros do paraíso, des violons blessent mon coeur/ d'une langueur monotone, Ana, as teclas, os sons, a descerem a escada, desiquilibrados os passos nos saltos, ouais je suis au regret/d'te dire que je m'en vais/oui je t'aimais, oui mais...Je suis venu te dire que je m'en vais, Ana a partir.

8 comentários:

Ciranda disse...

Gosto de histórias. Beijo.

comboio turbulento disse...

esta borboleta continua a sobrevoar belas palavras

Idun disse...

belo.

(quando é que a lua nos dá notícias dela?)

marradinhas

moriana disse...

Também gosto, às vezes conto.
(adorava estar aí)

Beijo.

moriana disse...

e a encontrar pessoas simpáticas :)

moriana disse...

Idun, vou contar tudo à tua Humana e ela dir-te-à, está bem assim? Um dia ou dois...

festinhas para todos.

clarinda disse...

Bonito texto entrecortado de música em palavras. Ana guardará boas recordações e a relva lilás já lhe terá parecido o princípio do paraíso.

moriana disse...

Ana partiu feliz e todos nós ficámos felizes por vê-la partir. Na memória terá, entre a boa convivência, o suave colorido das flores dos jacarandás...

bjs.