28.6.09

em biquinhos de pés...








olho a cidade e vejo
passos que se disfarçam noutros passos


como quando venho aqui
limpar as palavras dos salpicos
da chuva

13 comentários:

Josuué disse...

"Talvez amanhã seja domingo no mundo..." (Sérgio Godinho)

Jaime A. disse...

A cidade agarra-me,
os salpicos lavam-me
todos caminhos úberos,
caídos entre mim
e o outro
(tempo).
Disfarço passos
que já foram meus;
talvez amanhã
fosse um dia qualquer
e todos festejássemos
os restos de hoje
que se sacodem
qual lama
enamorada...

André disse...

Passeio os olhos pelos passos e pelas palavras. Este blog é sempre interessante.

Abraço.

PAZ e LUZ

helen ps disse...

(Sorry, o comentário de cima saiu com o nome do meu filho)

Passeio os olhos pelos passos e pelas palavras. Este blog é sempre interessante.

Abraço.

PAZ e LUZ

Hugo Milhanas Machado disse...

* sempre [m]oriana

Ciranda disse...

Deixa-lhes os salpicos. As palavras molhadas são mais dóceis.

mixtu disse...

passos num paço...
palavras que abrigam da chuva...

abrazo serrano

moriana disse...

e na manhã o aroma de café e o sabor da manteiga nas fatias de pão...
:)

moriana disse...

e o poema magoado de O'Neil...
"se uma gaivota viesse trazer-me o céu de..."

:) Jaime A.

moriana disse...

olá, helen :)
obrigada pela gentileza das palavras

moriana disse...

verdade, Hugo-A.

(o que quer que a verdade seja:)

moriana disse...

(...)
Se um português marinheiro,
dos sete mares andarilho

salpicos salgados, quiçá

abraço, ciranda.

moriana disse...

"passos num paço"...foram, ainda se ouvem

:) mixtu