29.12.10

o pior amor é este, o que já é feito de ódio também



venho para te cortar os







dedos em moedas pequenas e
com elas pagar ao coração o
mal que me fizeste











valter hugo mãe
contabilidade (excerto do poema)

7 comentários:

Filipe Oliveira disse...

Paz, Saúde e Amor.
Um ano de 2011 cheio de desafios concretizados.

HMM disse...

Moriana, um novo ano generoso, sereno, de muito bom tamanho.
H

moriana disse...

Olá, Filipe :)
Obrigada, 2011 será o que for, o desafio é conseguir resistir aos momentos agrestes.
um abraço.

moriana disse...

Um beijo terno, HMM :)
Obrigada, que seja "de muito bom tamanho" e ficarei serena.

petroy disse...

onde estás tu? [bj]

moriana disse...

boa pergunta, soubesse eu a resposta...
:)
irei regressando, espero.
bj

Jaime A. disse...

voltar ao mal,
a tua dor sopra
trepadeiras leves;
são como as moedas
com que vou pagando,
entre dores e gemidos,
ao coração;
foste som verdejante,
foste Sol e foste Lua,
e a tua luz já nem me sorriu;
esqueci se eras amor,
ou o que fosse;
lentamente, nas minhas mãos,
já perladas,
se faz manhã,
o despertar de um sonho vadio